18 de dez de 2009

Federação


Moscou - Começa a construção de um prédio destinado a ser o mais alto da Europa, um irmão mais novo para os arranha-céus da era stalinista apelidados de "sete irmãs" que dominaram a paisagem moscovita por 50 anos. O complexo "Federação" consistirá de duas torres de aço e vidro ligadas a um terceiro edifício muito mais fino e alto, e deverá estar completo em 2007.

O mais alto dos prédios terá 340 metros, 76 acima do atual campeão continental, o Palácio Triunfo, também localizado em Moscou. Na Europa ocidental, o maior prédio é o Commerzbank de Frankfurt, com 259 metros.

Com os dois prédios principais descrevendo uma curva que se afasta da torre central, o Federação foi descrito por seus criadores como "evocando as velas de um navio". Já a revista russa Vsyo Yasno preferiu outra analogia: Dom Quixote e Sancho Pança segurando uma mesma lança. Essa comparação talvez reflita a queda de Moscou por projetos titânicos que não funcionam, uma tradição de azar que vem desde 1737, quando o Sino do Czar, que deveria ser o maior do mundo, rachou antes de soar uma única vez.

Nos anos 30, Josef Stalin planejou o que teria sido o maior edifício do mundo, o Palácio dos Sovietes, que sustentaria uma gigantesca estátua de Lenin, num conjunto 34 metros maior que o Empire State de Nova York. Uma catedral foi dinamitada para abrir espaço para o palácio, mas o solo se mostrou muito instável e o projeto acabou cancelado.

O Federação será o maior da Europa, mas ainda assim não se comparará ao edifício mais alto do mundo, o Taipei 101, com 509 metros, em Taiwan.

(do Estadão) 


(Buteco.com, 19/10/2004)

Nenhum comentário: