28 de jan de 2010

123456, a senha mais popular da Internet

Uma pesquisa feita pela Imperva – empresa norte-americana de segurança de dados – concluiu que a senha mais usada pelos internautas dos EUA e, possivelmente, do mundo é “123456”

Para chegar a essa constatação foram analisadas 32 milhões de senhas divulgadas após um ataque de hackers ao site Rockyou.com.

Veja uma lista das senhas mais populares entre os internautas americanos:

1. 123456
2. 12345
3. 123456789
4. password
5. iloveyou
6. princess
7. rockyou (o nome do site pesquisado)
8. 1234567
9. 12345678
10. abc123 

http://www.conapub.com.br/pagina.asp?id=3210

27 de jan de 2010

Castelum em português

O blog Castelum (http://castelllum.wordpress.com) agora está sendo editado em língua portuguesa.

Percebi que existem dúzias de sites em inglês dedicados ao tema, muito mais completos e específicos -- ao mesmo tempo em que não há nenhuma obra dedicada ao assunto redigida na "inculta e bela". Portanto vamos preencher a lacuna.


Visite:
http://castelllum.wordpress.com

26 de jan de 2010

Aos 22 anos, Joss Stone diz que prefere namorar quarentões


A cantora Joss Stone, 22, disse em entrevista à revista britânica "You" que prefere namorar homens mais velhos porque eles tendem a fazê-la mais feliz a rapazes jovens.

"Já saí com meninos novos e namorei quarentões e acho que eles me fazem sentir melhor", disse a cantora.
"No momento estou solteira, porque acho que não é justo entrar numa relação quando você nunca fica em um mesmo lugar por mais de algumas semanas. Tenho saído com algumas pessoas, mas nada sério. E isso terá de esperar."

Na entrevista, a cantora ainda falou sobre o dinheiro que perdeu ao deixar sua gravadora. "É apenas dinheiro", afirmou. "Já estou nesse negócio o tempo suficiente para saber o que é importante e o que não é. A indústria da música mudou muito. É tudo relacionado a produtos e negócios."

"Eu estava conversando com Roger Daltrey [vocalista do Who] outro dia e ele disse que sentia pena da minha geração de músicos. Ele disse, 'Quando eu tinha a sua idade, tudo o que fazíamos era subir no palco e cantar; agora todos vocês precisam ir a reuniões. Isso não é música'."

Comentando a declaração do músico, Joss disse que concorda que hoje em dia tudo gire em torno do dinheiro. "É verdade, é tudo voltado ao dinheiro. Eu não ligo para o dinheiro. Desde que eu tenha o suficiente para viver, estou feliz", afirmou.

http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u684164.shtml

(Comentário meu: concordo 100% com Joss Stone sobre os "quarentões" e dou a maior força. Só que o Roger Daltrey já está na casa dos 65...)

25 de jan de 2010

Katyusha and The Motherland

Katyusha (Катюша) é uma canção patriótica soviética, composta em 1938 por Isakovsky e Blanter. Conta a história de uma jovem que aguarda por seu amado, um soldado que luta em terras distantes.

A canção se tornou popular na voz de Lidiya Ruslanova durante os anos 1930. A cantora chegou até mesmo a interpretá-la às portas do Reichstag destruído, durante a Batalha de Berlim.

Aqui, Katyusha é interpretada pela ucraniana Irina Biliyk.




Расцветали яблони и груши,
Поплыли туманы над рекой.
Выходила на берег Катюша,
На высокий берег на крутой.

Выходила, песню заводила
Про степного, сизого орла,
Про того, которого любила,
Про того, чьи письма берегла.

Ой ты, песня, песенка девичья,
Ты лети за ясным солнцем вслед.
И бойцу на дальнем пограничье
От Катюши передай привет.

Пусть он вспомнит девушку простую,
Пусть услышит, как она поет,
Пусть он землю бережет родную,
А любовь Катюша сбережет.

Apple and pear trees were a-blooming,
Mist (was) creeping on the river.
Katyusha set out on the banks,
On the steep and lofty bank.

She was walking, singing a song
About a grey steppe eagle,
About her true love,
Whose letters she was keeping.

Oh you song! Little song of a maiden,
Head for the bright sun.
And reach for the soldier on the far-away border
Along with greetings from Katyusha.

Let him remember an ordinary girl,
And hear how she sings,
Let him preserve the Motherland,
Same as Katyusha preserves their love.

21 de jan de 2010

Educação no Brasil é uma das piores na AL, diz relatório da Unesco

De O Globo:

RIO - O relatório Educação para Todos, divulgado pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco) mostra que a baixa qualidade do ensino nas escolas brasileiras ainda deixa milhares de crianças para trás e é diretamente responsável por manter o país na 88ª posição no Índice de Desenvolvimento Educacional (IDE), atrás de países mais pobres como Paraguai, Equador e Bolívia.

A Noruega lidera o ranking da Unesco. Ela e mais 60 países estão no grupo daqueles que já cumpriram ou estão perto de atingir todos os objetivos firmados no compromisso.

O relatório aponta que o Brasil apresenta alta repetência e baixos índices de conclusão da educação básica. Na região da América Latina e Caribe, a taxa de repetência média para todas as séries do ensino fundamental é de 4,4%. Mas no Brasil, o índice é de 18, 7% - o maior de todos os países da região.


Comentário meu: enquanto isso, BILHÕES (fala-se em até R$ 100 bilhões) serão gastos nos eventos esportivos de 2014 e 2016, trazidos ao país apenas para finalidades eleitoreiras. Seremos exportadores de ferro e banana para sempre...

19 de jan de 2010

Novo blog: Castelum

Convido os amigos e seguidores do blog a visitar meu novo trabalho: o blog Castelum. Trata-se de uma coletânea de imagens e informações sobre castelos e palácios de todo o mundo. Esse é um tema que sempre achei muito fascinante, e sobre o qual possuo muito material.

Também pretendo escrever sobre temas relacionados às Artes Decorativas em geral, como Arquitetura, Design, etc.

O blog é hospedado pelo WordPress, ferramenta que permite editar blogs com uma página de entrada, evitando o formato "listagem infinita", comum nos blogs atuais. É também minha primeira experiência em um site 100% em língua inglesa.

Aguardo sua visita:
http://castelllum.wordpress.com

11 de jan de 2010

Ayn Rand: "O estatismo sobrevive através do roubo"


"Um sistema estatista -- seja comunista, fascista, nazista ou 'bem-estar social' -- é baseado no poder ilimitado de seus governantes, ou seja, no uso da força bruta. As diferenças entre sistemas estatistas existem apenas em termos de duração e alcance; o princípio é o mesmo. Sob o estatismo, o governo não é policial, mas um criminoso legalizado que possui o poder do uso da força bruta em qualquer situação desejada contra vítimas desarmadas e indefesas."

"Se o termo 'estatismo' significa concentração de poder pelo estado às custas da liberdade individual, então o Nazismo na política foi uma forma de estatismo."

"O estatismo é um sistema de violência institucionalizada e de guerra civil perpétua. Não resta ao homem alternativa senão a luta pelo poder -- roubar ou ser roubado, matar ou ser morto. Quando a força bruta é o único critério de conduta social, e a rendição à destruição é a única alternativa, até mesmo o último dos homens, até mesmo um animal irá lutar. Não pode haver paz em uma nação escravizada."

"Estatismo -- em fato e princípio -- é nada mais que um sistema de gangs. Uma ditadura é uma gang, preocupada em exaurir os esforços do cidadão que produz. Quando um governante estatista esgota a própria economia, ele ataca seus vizinhos. Um país que viola os direitos de seus próprios cidadãos, não reconhecerá os direitos de seus vizinhos. Aqueles que não reconhecem direitos individuais, não reconhecerão os direitos de nações: uma nação é apenas um número de indivíduos.

O estatismo necessita da guerra; um país livre, não. O estatismo sobrevive através do roubo; um país livre sobrevive através de sua produção."


Ayn Rand (n. Алиса Зиновьевна Розенбаум, Alisa Zinov'yevna Rosenbaum) nasceu em São Petersburgo em 1905. Com a vitória dos bolcheviques na Revolução de 1917, a família de Rand teve seus bens confiscados e se auto-exilou na Criméia. Em 1925 obteve permissão para visitar parentes nos EUA, mas jamais retornou ao solo soviético. Nos EUA Ayn Rand trabalhou como escritora e roteirista de Hollywood. Mas seu trabalho mais marcante foi no desenvolvimento de um pensamento filosófico conhecido como Objetivismo, que rejeita os totalitarismos e reforça a crença nas liberdades individuais, no Liberalismo e no Estado de Direito.

Mais informações sobre a biografia e obras de Ayn Rand,
http://aynrandlexicon.com

9 de jan de 2010

Юлия Савичева - Прости за любовь

Yulia Savicheva - Forgive for Love



Послушай,ты был прав.
Послушай,мне не больно.
И сердце без тебя
Стучит спокойно.
Послушай,я ушла.
Послушай то,что было.
И скажет тишина,
Что я любила.

Listen, you were right
Listen, it's not painful to me
And my heart is beating
calmly without you
Listen, I went away
Listen, that what happened
and the silence will say
That I used to love

Припев:
Ты сердце моё
Прости за любовь-
Остыло...
Послушай меня,
Я просто любила...

Chorus:
You, my heart
Sorry for love
It got cold...
Listen to me
I simply used to love...

Всё время без меня,
Всё время то,что лечит...
И на прощанье взгляд
Тебе на плечи.
Оставлю для тепла.
Оставлю след над крышей.
Сегодня я ушла,
А ты не слышал...

All the time without me,
All the time that heals
And a farewell glance
Is on your shoulders
I'll leave for warmth
I'll leave a trace upon roofs
Today I went away
And you didn't hear...

8 de jan de 2010

Sharon Stone: "Meryl Streep tem cara de cama desfeita"



A atriz Sharon Stone, 51, comentou o que acredita ser a razão do sucesso de Meryl Streep, 60, em uma entrevista à revista britânica "Tatler".

"Acho que Meryl Streep consegue vários trabalhos porque ela se parece com uma mulher que poderia ser parente de qualquer um. Meryl tem cara de cama desfeita, é o que parece. Para mim, parece verdadeiro."

(da Folha Online)

7 de jan de 2010

Terrorismo climático


Entrevista com o professor Luiz Carlos Baldicero Molion, formado em Física pela USP, com doutorado em Meteorologia pela Universidade de Wisconsin (EUA) e pós-doutorado na Inglaterra. Ex-diretor e pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), o Prof. Molion leciona atualmente na Universidade Federal de Alagoas (UFAL), em Maceió, onde também dirige o Instituto de Ciências Atmosféricas (ICAT).


 O Sr. concorda com as conclusões propagadas pelo IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas), de um aquecimento global causado pela ação humana?


Prof. Molion: O IPCC (órgão vinculado à ONU) não comprova que o aquecimento global seja produzido pelo homem. Nos estudos já realizados sobre a variabilidade do clima, o aquecimento global se encontra dentro dos limites da variabilidade natural. É impossível, com o conhecimento atual sobre o clima, identificar e comprovar o possível aquecimento antropogênico.


Como o Sr. avalia a cobertura da imprensa brasileira e internacional em relação às alardeadas mudanças climáticas e outras questões ambientais com as quais a sociedade moderna se depara?

Prof. Molion: Infelizmente, a imprensa nacional e estrangeira dá ênfase exagerada ao aquecimento antropogênico do clima. Em particular a nossa mídia, televisionada e escrita, apenas repete o que vem de fora, sem fazer críticas. Talvez isso ocorra por falta de conhecimento e desinteresse dos jornalistas pelo tema, ou por interesses dos controladores desses veículos de comunicação.

A mídia vem anestesiando, impondo aos cidadãos comuns o que se convencionou chamar de “lavagem cerebral”, ficando a impressão de que o homem é responsável pela mudança do clima –– o seu grande vilão. Como veículo de informação, a mídia deveria ser neutra, ouvir opiniões contrárias e tentar apenas relatar o conhecimento científico comprovado e suas limitações. 

O que pode ser feito para o meio ambiente?

Prof. Molion: Usar os Mecanismos de Desenvolvimento Limpo (MDL): atividades humanas que reduzam a poluição (note: poluição, e não CO2!) do ar, das águas e dos solos, reflorestamento de áreas degradadas. São medidas sempre muito bem-vindas, e devem ser apoiadas. É importante não confundir conservação ambiental com mudanças climáticas. Aqueça ou esfrie, temos de conservar o ambiente. 

O homem não tem condições de mudar o clima global, mas grande capacidade de modificar/destruir seu ambiente local. A Terra se compõe de 71% de oceanos e 29% de continentes. A metade desses 29% é constituída de gelo (geleiras) e areia (desertos), enquanto 7 a 8% do restante encontram-se cobertos com florestas nativas e plantadas. O homem manipula, então, cerca de 7% da superfície global, não podendo portanto destruir o mundo. 

Os oceanos, juntamente com a atividade solar, são os principais controladores do clima global. Mas existem outros controladores externos, como aerossóis vulcânicos, e possivelmente raios cósmicos galácticos, que podem interferir na cobertura de nuvens. 

Em resumo, o clima da Terra não é resultante apenas do efeito estufa ou do CO2 e sua concentração. Ele é produto de tudo aquilo que ocorre no universo e interage com o nosso planeta. Como foi dito, a conservação ambiental independe de mudanças climáticas e é necessária para a sobrevivência da humanidade.

Currículo do Prof. Molion no Sistema Lattes:
http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4781589E7

6 de jan de 2010

E-mail, a praga virtual

Poucas invenções humanas superam a Internet, seja em alcance ou em impacto na cultura, relações humanas e nos negócios.

Porém um de seus sub-produtos é uma verdadeira praga virtual: o e-mail.

Criado em 1971 pela rede militar ARPANET, o correio eletrônico tornou-se uma das aplicações mais populares com o advento da Internet comercial em meados dos anos 90. Porém no novo século sua utilização indevida atingiu níveis alarmantes. Hoje estima-se que 90% do tráfego de e-mail circulando na rede seja spam. Reportagem do The New York Times de 2007 estima que o excesso de informação gerado pelos e-mails tenha um custo da ordem de US$ 650 bilhões em perda de produtividade.

Na utilização comercial do dia-a-dia, o e-mail tornou-se certamente uma das formas mais lentas e pouco confiáveis de comunicação. Uma mensagem importante, como uma solicitação de orçamento ou uma cobrança, perde-se em um amontoado de lixo digital, podendo até mesmo ser apagado por sistemas anti-spam mais zelosos. Sem contar que recebimento, leitura e resposta de e-mails são normalmente encarados por alguns profissionais como pura perda de tempo.

Já na comunicação pessoal, prevalecem as correntes, envio de Power Points de gosto duvidoso e os famosos "não concordo, mas tou repassando mesmo assim"... 

Dependo muito das formas de comunicação online para poder fazer meus pedidos e compras. Mas às vezes chego a levar 10 dias da data do primeiro contato até o recebimento da encomenda, mesmo tendo optado por formas de entrega mais rápidas e caras (como o SEDEX). Reenvio, confirmações, retorno de comprovantes e postagem, e lá se vão dias e dias jogados no lixo. E desta vez, o lixo é real, mesmo.

As Vozes do Brasil



"Hoje somos um grupo heterogêneo, formado por radialistas, jornalistas, publicitários, atores e dubladores. Mas com um aspecto em comum: somos todos profissionais da locução publicitária."

Formado em 1992, o Clube da Voz reúne os talentos da locução publicitária nacional. No site é possível ouvir portfolios de diversos profissionais:

http://www.clubedavoz.com.br

4 de jan de 2010

O arranha-céu brasileiro



O Edifício Mirante do Vale, localizado no Vale do Anhangabaú, em São Paulo, é o maior edifício brasileiro. Finalizado há 50 anos, em 1960, possui 51 andares e 170 m.

Embora não seja tão famoso quanto outros ícones paulistanos (como o charmoso Edifício Itália, o estranhíssimo Copan e o elegante Altino Arantes, o "Prédio do Banespa"), o perfil retrô e impessoal do Mirante do Vale, ex-Palácio Zarzur, se destaca no centro antigo da capital paulista.

Dubai inaugura maior arranha-céu do mundo


2 de jan de 2010

Design em movimento, 2



Hoje as TVs, principalmente as britânicas, preferem reforçar sua identidade visual com situações, ao invés de apenas utilizar figuras abstratas voando pelo espaço.

É o caso da vinheta do Channel Four inglês. Um carro passa por uma auto-estrada e seu motorista "vê" brevemente o logo da emissora se formar entre as torres de energia.

1 de jan de 2010

Design em movimento, 1



Um grande desafio para designers e animadores é traduzir o espírito de uma emissora de TV em imagens em movimento conjugadas ao som -- e que durem apenas alguns segundos. Chamadas em inglês de "idents" (ou abreviadamente, "IDs"), e em português de "vinhetas" (do equivalente impresso), elas mobilizam recursos, trabalho e, em algumas vezes, muita criatividade.

No Brasil o nome mais famoso do design gráfico para TV ainda é o do austríaco Hans Donner. Em meados da década de 1970, ele e sua equipe trouxeram à ainda jovem Rede Globo suas idéias. Ao lado do também austríaco Rudi Böhm, Hans Donner reformulou toda a identidade visual da emissora, trazendo-a para a modernidade. Seu estilo clean, com a sensualidade de um art nouveau tecnológico, antecipou em pelo menos uma década a programação visual das emissoras nacionais e até mesmo internacionais. Hans Donner utilizou-se dos parcos recursos dos gráficos gerados por computador na época para produzir vinhetas com grande expressividade e beleza.

Infelizmente seu trabalho se exauriu em termos de criatividade nos anos 1990. Hoje a Globo terceiriza a produção de suas vinhetas, meramente repetindo fórmulas criadas e desenvolvidas por Hans Donner há pelo menos 30 anos.

Acima uma das mais criativas vinhetas da Globo, produzida em 1977/1978.