13 de dez de 2009

Dedicação total a você, parte II




Samuel Klein nasceu na Polônia em 1923, filho de fazendeiros. Durante a 2.ª Guerra Mundial, passou dois anos em um campo de concentração, de onde conseguiu escapar. Passou o restante da guerra vendendo vodka a soldados russos.

Após a Guerra veio para o Brasil com US$ 6 mil no bolso. Comprou uma casa e iniciou um comércio de roupas e tecidos. Em 1957 abriu em São Caetano seu estabelecimento: as Casas Bahia, uma homenagem à sua clientela, constituída basicamente de imigrandes nordestinos. Aos poucos Klein expandiu-se para uma rede de lojas no ABC paulista, e na década de 1970 abriu sua primeira loja em São Paulo, na R. Teodoro Sampaio.

Hoje, a forte presença das Casas Bahia na mídia se deve ao trabalho da agência Bates Brasil. Em 2001 lançou o garoto-propaganda da rede, Fabiano Augusto de Araújo. Fabiano, apelidado carinhosamente de "Baianinho", não se incomoda muito com as brincadeiras na rua:

- Em todo lugar que chego, ouço: "Quer pagar quanto?". Mas sou um cara super tímido, apesar de ter um lado brincalhão, popular. Saí da TV Cultura e algumas pessoas por lá me olhavam feio por causa disso. Mas sou ator, e faço um Shakespeare com a mesma intensidade que interpreto o garoto das Casas Bahia.

Alguns números sobre a Rede:

Inaugurações só em 2003: cerca de 25 lojas.

Participação das classes A e B no faturamento da empresa: 10%

Venda de celulares: 18% do total vendido no país.

Faturamento anual: R$ 5 bilhões (cerca de 2 a 3 bilhões a mais que o segundo colocado no ramo de varejo).

Faturamento da Super Loja no Anhembi: R$ 2 milhões diários.


(Buteco.com, 14/12/2003)

Nenhum comentário: