1 de jan de 2010

Design em movimento, 1



Um grande desafio para designers e animadores é traduzir o espírito de uma emissora de TV em imagens em movimento conjugadas ao som -- e que durem apenas alguns segundos. Chamadas em inglês de "idents" (ou abreviadamente, "IDs"), e em português de "vinhetas" (do equivalente impresso), elas mobilizam recursos, trabalho e, em algumas vezes, muita criatividade.

No Brasil o nome mais famoso do design gráfico para TV ainda é o do austríaco Hans Donner. Em meados da década de 1970, ele e sua equipe trouxeram à ainda jovem Rede Globo suas idéias. Ao lado do também austríaco Rudi Böhm, Hans Donner reformulou toda a identidade visual da emissora, trazendo-a para a modernidade. Seu estilo clean, com a sensualidade de um art nouveau tecnológico, antecipou em pelo menos uma década a programação visual das emissoras nacionais e até mesmo internacionais. Hans Donner utilizou-se dos parcos recursos dos gráficos gerados por computador na época para produzir vinhetas com grande expressividade e beleza.

Infelizmente seu trabalho se exauriu em termos de criatividade nos anos 1990. Hoje a Globo terceiriza a produção de suas vinhetas, meramente repetindo fórmulas criadas e desenvolvidas por Hans Donner há pelo menos 30 anos.

Acima uma das mais criativas vinhetas da Globo, produzida em 1977/1978.

Nenhum comentário: